terça-feira, 31 de agosto de 2010

-'

- Nunca existirá um jardim mais bonito que o do vizinho;
- Nunca existirá um abraço que nem o de mãe;
- Nunca existirá a cura para corações partidos;
- Nunca existirá um amanhã se não cuidarmos do hoje;
- Nunca existirá um sentimento mais forte que amor;
- Nunca existirá o dia que o lado malévolo ganhar;
- Nunca existirá cultura de mais pra uma só cabeça;
- Nunca existirá passos de mais para uma dança;
- Nunca existirá uma bailarina que não reclame da sapatilha de ponta;
- Nunca existirá um robô que substitua um amigo;
- Nunca existirá alguém que mude a sua opinião;
- Nunca existirá alguém que nunca tenha dado um sorriso;
- Nunca existirá alguém que nunca tenha amado;
- Nunca existirá o dia que as estrelas cairão do céu;
- Nunca existirá o pôr-do-sol sem sol;
- Nunca existirá uma música sem nota;
- Nunca existirá o rendimento total das coisas;
- Nunca existirá o carinho falso;
- Nunca existirá alguém que nunca foi amado;
- Nunca existirá a fórmula perfeita pra nada.
- Mas, principalmente, nunca existirá o jeito certo de se amar.
Beatriz Hirata

domingo, 29 de agosto de 2010

Terminei

De ler o Fallen. Agora preciso esperar Torment sair aqui no BR --'
Esquanto isso, eu vou lendo o resto dos livros. Anyway, vou indo. *:

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Do You Know? (The Ping Pong Song) - Enrique Iglesias



Do you know?
Do you know?
Do you know what it feels like loving someone that’s in a rush to throw you away?
Do you know what it feels like to be the last one to know the lock on the door has changed?
Do you know, do you know, do you know, do ya?
If birds flying south is a sign of changes
At least you can predict this every year
Love, you never know the minute it ends suddenly
I can’t get it to speak
Maybe if I knew all the things it took to save us
I could fix the pain that bleeds inside of me
Look in your eyes to see something about me
I’m standing on the edge and I don’t know what else to give.
Do you know what it feels like loving someone that’s in a rush to throw you away?
Do you know what it feels like to be the last one to know the lock on the door has changed?
Do you know, do you know, do you know, do ya?
How can I love you?
How can I love you?
How can I love you?
How can I love you?
If you just don’t talk to me, babe.
I flow through my act
There's a question: Is she needed?
And decide all the man I can ever be.
Looking at the last 3 years like I did
I could never see us ending like this.
(Do you know?)
Seeing your face no more on my pillow
Is a scene that’s never ever happened to me.
(Do you know?)
But after this episode I don’t see
You could never tell the next thing life could be
Do you know what it feels like loving someone that’s in a rush to throw you away?
Do you know what it feels like to be the last one to know the lock on the door has changed?
Do you know, do you know, do you know, do ya?
Do you know what it feels like loving someone that’s in a rush to throw you away?
Do you know what it feels like to be the last one to know the lock on the door has changed?
Do you know, do you know, do you know, do ya?
(Do you know?)
(Do you know?)
(Do you know?)
(Do you know?)
Do you know what it feels like loving someone that’s in a rush to throw you away?
Do you know what it feels like to be the last one to know the lock on the door has changed?
Do you know, do you know, do you know, do ya?
Do you know what it feels like loving someone that’s in a rush to throw you away?
(Do you know how it feels?)
Do you know what it feels like to be the last one to know the lock on the door has changed?
(Do you know how it feels?)
(Do you know? Do you know? Do you know? Do you?)
(Do you know? Do you know? Do you know? Do you?)


PS: Hoje eu to bem alegrinha, mas to se ideia para textos. :/

Yumie ♥

Ahh, eu ganhei um cachorro *-*
Mas ela ainda está desmamando, só tem uns 15 dias. ._.
Eu sei que o nome certo é Yumi ou Yume, mas mamis decidiu juntar os dois, já que ambos tem significados fofos.
Bom, quando a minha neném chegar em casa, eu tiro fotinho e posto aquii.
Esperando por ela ♥

Quanto tempo...

... sem vir aquii. Admito que eu tava com saudade de escrever.
Bom, eu terminei de ler o livro da Alice e agora já estou no meio do Fallen.
Eu não disse Adeus para uma pessoa que significa muito pra mim, mesmo que ela tenha mancado muito comigo.
Eu tirei notas legais nas provas. Mas podia ter ido um pouquinho melhor.
Sexta que vem tem HOPI HARI *-* Vai ter hora do horror e eu to pensando como é que eu vou me esconder dos monstros. Eu tenho medo deles, ok?
E por fim, eu tive uma ótima semana e tudo está ocorrendo em harmonia.
Mikii, quem será que ganha a aposta?/ABee :3
Anyway, depois eu posto algo melhor. Amo vocês ♥
Beatriz Hirata

sábado, 21 de agosto de 2010

Adeus.

  Vocês está muito errado se acha que me convence com esse seu draminha tosco. Pelo menos, não me convence mais, não mais. Chega a ser ridículo pensar na época que eu acreditava nisso. Quando achava que você realmente estava ofendido.
  Mas agora não. Eu sei que você fez isso pra ver se a Bee está atrás de você e nem disfarça mais. Só que agora, não vale mais a pena, não mais. Na verdade, há muito não tem vale mais a pena e eu continuava ali, correndo atrás de uma coisa que você deveria correr.
  E quer saber? Eu não acredito mais no "eu sinto falta do nosso namoro", uma vez que não me faz mais falta. Confesso que na hora eu tinha ficado superfeliz e que eu estava largando tudo para ter você de novo. Mas depois, quando parei para pensar, eu vi que não era aquilo que eu queria. A verdade é que eu não te quero mais. No máximo, posso tê-lo como meu amigo. E me cansei da sua gayzisse e do jeito que você sempre sabe que eu vou correr atrás de você.
  Quantas vezes eu não troquei horas de sono para te pedir desculpas de uma coisa que você fez e nem percebeu? Quantas vezes eu não achei que eu    precisava     da sua amizade para viver e tenho me dado bem sem ela? É eu sinto falta da nossa amizade gostosa ou do nosso casamento, como costumávamos falar. Mas me sinto tão aliviada sem ela. Sem o peso da culpa ou da idiotice. Me sinto um pouco mais leve.
  Minha Fada, o único que tem que correr atrás de algo aqui é você. Eu já provei quinhentas mil vezes que eu valorizo a sua amizade, que tal você fazer isso agora? Porque qualquer um fala que me adora, que me ama como se eu fosse da família, mas poucos são os que sentem o que falam.
  Agora eu sei o que você realmente é. Alguém que consegue me substituir com a maior facilidade, como se substitui moedas de dez centavos. Espero que você seja feliz com a próxima "cópia" que você arrumar de mim e que você saiba, que grande parte do que eu sempre desprezei foi o que você acabou de me provar agora. Então se você quiser chorar no meu colo por causa disso, chore. Mas não espere que lágrimas pinguem de meus olhos por isso. Porque nada mais me dói do que saber que a pessoa que eu chamava de melhor amigo, vira as costas e me substitui com outra pessoa.
Seja feliz, fica com Deus, se der saudade me liga, Adeus 
Beatriz Hirata  

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Uma dança; uma noite com você!


A menina, naquela noite, usava o cabelo levemente encaracolado, um vestido leve, solto e preto... CLARO! A praça estava linda! Toda iluminada, cheia de enfeites, parecendo até um ‘pré-carnaval’. Pessoas ali presentes, dançavam, riam e tocavam ao som da noite.
A menina procurava alguém naquele meio e mesmo sabendo que não iria achar, não hesitou de procurá-lo em todo canto. Barraca de sorvete, perto da ‘mini’ montanha-russa, nos banquinhos da praça. Porém, chegando perto da fonte, que estava linda por sinal, ela começa a sentir calafrios. Ela olha para todas as direções e nada dele. Então, é agora que ela resolve dançar.
Passos leve para lá e para cá, só ao som de um ‘tamborzinho’ que tocava. Alegre, a menina pede para o moço que tocava o instrumento, para que toque a ‘pedida 5’. O moço acha estranho, pois a música é feita em duetos, mas como é dia de diversão, por que não fazer a bela menina ali presente sorrir?
A música começa e a menina dançava como uma bailarina dança o lago dos cisnes. Ohh, que voz bela ela tem! Uma voz tão doce, tão verdadeira e o seu sorriso tão... simples e ESPERA! Chegou à parte em que o ‘menino’ teria de cantar. O que permanece no som da noite é só os batuques, enquanto a menina dança com o vento. Ninguém entende, mas, como estão tão concentrados na bela moça e em sua voz graciosa, nem notaram a falta de um vocal masculino na música. A música acaba, a menina sorri, o povo aplaude. Então, devagar ela vai de distanciando da praça, onde teve uma noite perfeita como as outras que passou do lado dele.
Ela chega a sua casa exatamente as 2:45 da manhã, abre a porta de seu quarto e o fecha logo em seguida, fazendo sua mãe não notar que tinha chegado. Então, para finalizar sua noite maravilhosa, a menina pega um porta retrato que fica do lado de sua cama, o olha e diz:

- É, bem que você prometeu não estar por perto, mas sempre estar presente. Boa noite, amor.

(...)

To be continued

Miki *~

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Michael Jackson - The Way You Make Me Feel


Ok, eu adoro essa música. Pra quem não sabe, ela aparece no Center Stage *-*
Aqui vai a letra (:

The Way You Make Me Feel - Michael Jackson

Hee! Hee!
Ooh!
Go on girl!
Aaow!

Hey, pretty baby with the high heels on
You give me fever like I've never, ever known
You're just a product of loveliness
I like the groove of your walk,
Your talk, your dress
I feel your fever from miles around
I'll pick you up in my car
And we'll paint the town
Just kiss me baby and tell me twice
That you're the one for me

CHORUS:
The way you make me feel
(The way you make me feel)
You really turn me on
(You really turn me on)
You knock me off of my feet
(You knock me off of my feet)
My lonely days are gone
(My lonely days are gone)

I like the feeling you're giving me
Just hold me baby and I'm in ecstasy
Oh I'll be working from nine to five
To buy you things to keep you by my side
I never felt so in love before
Just promise baby, you'll love me forever more
I swear I'm keeping you satisfied
'Cause you're the one for me

CHORUS:

Go on girl!
Go on! Hee! Hee! Aaow!
Go on girl!

I never felt so in love before
I promise baby, you'll love me forevermore
I swear I'm keeping you satisfied
'Cause you're the one for me...

CHORUS 2X:

Ain't nobody's business,
Ain't nobody's business
(The way you make me fell)
Ain't nobody's business,
Ain't nobody's business
But mine and my baby
(You really turn me on) Hee hee!
(You knock me off of my feet) Hee hee! Ooh!
(My lonely days are gone)

Give it to me, give me some time
(The way you make me feel)
Come on be my girl, I wanna be with mine
(You really turn me on)
Ain't nobody's business
(You knock me off of my feet)
Ain't nobody's business, but mine and my baby's
Go on girl! Aaow!
(My lonely days are gone)

Hee hee! Aaow!
Chika, chika
Chika, chika, chika
Go on girl! - Hee hee!
(The way you make me feel)
Hee hee hee!
(You really turn me on)
(You knock me off of my feet)
(My lonely days are gone)

Give it to me, give me some time...
 
Beatriz Hirata

O que?! Mais um por aqui?!

BUH! AHAHHA

Mikizinha por aqui ;)

Miss you D:

  Isso tudo pode parecer idiota, mas eu estou com saudades. Eu sei que a gente nunca se viu e que não conhece muito um do outro, mas eu sinto falta dos momentos que eu passei olhando para a sua janelinha no msn e pensando no que falar.
  É que, na verdade, você abriu muito os meus olhos. Me mostrou que eu tenho que me dar mais valor do que eu dou para os outros e que eu tenho que seguir a vida, da mesma forma que todo mundo faz. Porque a única pessoa que estava ficando para trás e vivendo as coisas que não devia, era eu. Eu acabava deixando de fazer o que eu queria com medo de machucar as pessoas que eu nem deveria me importar e você me mostrou que eu tenho que ficar feliz antes de mais nada.
  Na verdade, eu to com saudades dos seus conselhos que vem nas entrelinhas ou de conversar um pouco mais sério. Seja o que for, e como for, o que importa para mim é a sensação gostosa que eu tenho quando eu falo com você. Não importa o que seja, eu sempre me sinto bem trocando algumas palavrinhas bobas com você. Eu não me importo o que a gente fale ou faça. A gente pode falar sobre presentes ou jogar joguinhos de mistério juntos.
  Eu posso te significar algo ou não. Posso ser tudo e nada pra você. Mas quando eu falo com você, nada mais importa do que preencher o vazio que eu sentia aqui dentro.
Beatriz Hirata

Isso é da boca pra fora ou do coração pra dentro?

  Já perceberam que as vezes a gente acha que sente algo e acaba se acostumando tanto com isso que acaba "sentindo"? Eu sei que é confuso, mas acho que é a melhor maneira de se explicar. De certa forma, você se engana de tanto acreditar em algo. Não acontece com as coisas em geral, mas quando nós falamos em sentimentos, tudo pode acontecer. Nunca se sabe.
  Ninguém aqui vai te julgar, mas pense: Quantas vezes você não jurou que dele esqueceu e dois dias depois estava chorando pelo dito cujo de novo? Até eu já fiz isso. Mas acredite, isso normalmente acontece com as melhores pessoas ou com as que mais tem problemas pra detectar os próprios sentimentos. Você acaba se deicando levar por uma emoção momentânea, acreditando que ela é duradoura, que ela é forte. E mesmo que não seja, você não consegue ver isso direito.
  Mas isso realmente acontece normalmente. Mais do que o normal, se me permitem dizer. As pessoas às vezes confundem o conceito que elas tem sobre algo com os própiros sentimentos. É o que eu chamo de "bca pra fora não intencionado". Ou seja, a pessoa diz que sente apenas o que ela acha que sente. Querem um exemplo tosco? Uma pessoa que acha está com fome, mas está somente com vontade de comer algo(para mim isso tem diferença /Gorda).
  Então, tenha paciência comn as pessoas que falam "boca pra fora não intencionado". Tente explicar a diferenca e nunca diga "Que burra, fala o que não sente", porque as pessoas são naturalmente indecisas e você também é às vezes.
  Paciência com elas e com os sentimentos delas. A boca e o coração delas agradecem.
Beatriz Hirata

Walking On Sunshine ~

Tem dias que realmente surgem para te por pra pensar e hoje foi um deles. Ao sair da academia, vi um lindo sol se pondo no céu, sempre fico atordoado com as cores que o sol cria ao se por, simplesmente tudo fica lindo e diferente dos tons cinzas de São Paulo. Antes de ir pra casa, um forte impulso na minha mente me fez ir para a praça, que é logo na frente da academia, e lá , me sentar em um banco para refletir sobre minha vida.
   Tirei o agasalho, senti o sol fraquinho chegando até minha pele. Fechei meus olhos e senti a leve brisa me acalmando, e trazendo com ela a minha paz de espírito.Ando me perguntando muito sobre “O que eu preciso pra ser feliz?”, ou coisas do tipo “Porque as coisas tem que ser assim?”... To começando a achar que a felicidade realmente não depende da nossa escolha, temos que apenas estar de braços abertos para quando ela decidir nos atingir.
   Me dói pensar em algumas coisas ainda, vestígios de más fases da minha vida de vez em quando surgem pra me atormentar, mais prometi a mim mesmo que não vou deixar me abalar tanto quanto das ultimas vezes. Superação! Se tornar melhor a cada dia é um objeto de vida que todos temos que ter, afinal qual a graça de ser bom em tudo, ou melhor dos melhores em alguma coisa? 
  Quando se é perfeito em algo, não há motivos para continuar fazendo tal atividade, pois uma vez que se atinge a perfeição, não há nada para melhorar. Não gostaria de ser perfeito em algo, só bom já é o suficiente...Ser bom é estar disposto a evoluir, a encarar as coisas, então se eu realmente quero ser bom, tenho que estar disposto a lutar pelas coisas que eu quero e defender as coisas que eu realmente acho que estão certas (Apesar de eu ainda achar que esse mundo ta muito, mas MUITO fudido).

Uhm ... essa foi a minha Brisa Pós Academia de hoje , espero que tenham gostado pois é a minha primeira publicação de textos no blog...

Well my buddies, see ya soon ~
Please StandBy :]

Rike Barioni ~

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Saudades...

... de quem eu não deveria sentir. De quem eu não recebo nada em troca. Saudade das conversas, das coisas bobas. Enfim, saudades de você. ♥
Beatriz Hirata

domingo, 15 de agosto de 2010

19 livros e falta de tempo para lê-los.

Ok, eu tenho 19 livros pra ler. Sem falar os que eu e minha tia combinamos de comprar e os que eu quero. '-'
E pergunta se eu tenho tempo pra ler tudo isso: não. '-'
Mas anyway, vou colocar tudo aquii *-*
Hoje na bienal eu comprei o livro Fallen e o Sussuro. São sobre anjos e parecem ser bem legais.
Fallen
Sussurro


Eu to terminando de ler Alice (:
Alice
Eu ganhei uns livros hoje. *-*
Seis Suspeitos, Vikas Swarup.
Scott Pilgrim - Contra o Mundo, Bryan Lee O'Malley.
As Horas Nuas, Lygia Fagundes Telles.
Para conhecer melhor as Religiões, Patrick Banon.
Os belos dias da minha juventude, Ana Novac.
A Estrutura da Bolha de Sabão, Lygia Fagundes Telles.
Duelo, David Grossman.

Peguei alguns emprestados:
Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios, Rick Riordan.
Percy Jackson e os Olimpianos: O Mar de Monstros, Rick Riordan.
Percy Jackson e os Olimpianos: A Maldição do Titã, Rick Riordan.
Percy Jackson e os Olimpianos: A Batalha do Labirinto, Rick Riordan.
Amor de perdição, Camilo Castelo Branco.
Memórias de um Sargento de Milícias, Manuel Antônio de Almeida.
A Moreninha, Joaquim Manuel de Macedo.
A Cidade e as Serras, Eça de Queiroz.
Dom Casmurro, Machado de Assis.


E alguns que eu vou pegar emprestado depois:
Percy Jackson e os Olimpianos: O Último Olimpiano, Rick Riordan.
Percy Jackson e os Olimpianos: Os Arquivos do Semideus, Rick Riordan.
A Batalha do Apocalipse: da queda dos anjos ao crepúsculo do mundo, Eduardo Spohr.


E os que eu quero:
A Mão Esquerda de Deus, Paul Hoffman.
Os Imortais: Para sempre, Alyson Noël.
Liga, Desliga, Collen McCullough.

Anyway, tenho que ir, antes que alguém arranque a minha cabeça fora. :S
Beijos :*

Beatriz Hirata 




Bienal do livro.

Bom, hoje eu fui na bienal. Foi muito legal e admito que a minha grana não deu pra comprar tudo o que eu queria. /cry
A Bienal está acontecendo no Anhembi e estará lá até o dia 22/08. A entrada inteira custa apenas 10 reais, sendo que a meia é 5. Idosos acima de 60 anos não pagam e crianças menores de 12 anos também não.



quinta-feira, 12 de agosto de 2010

São as escolhas da vida que fazem de você, o que você é hoje.

  Alguém já pensou que quando a gente nasce, a gente é um bebêzinho inocente? O que eu quero dizer é que, quando a gente nasce, nossa mente ainda tá meio em branco. Pra deixar ela bem colorida, a gente tem que ir crescendo e aprendendo as coisas e, principalmente, ir fazendo escolhas. Sejam elas boas ou ruins, a gente tem que tomá-las.
  Mas as vezes, a gente escolhe fazer algo quedá errado depois... E acabamos culpando alguém que não tem nada haver, que muitas vezes apenas te disse o que pensava sobre o assunto, mesmo que você mesmo tenha pedido aquilo. E se você fez exatamente aquilo o que a pessoa disse, a culpa não é dela. É sua, porque você optou por ouvir tudo o que aquela pessoa diria.
  E quando as coisas se dão bem, foi porque a escolha que você fez foi a melhor, tenha sido ela com ou sem influência, com ou sem ajuda. Você realmente deve ter parado e pensado no que fazer, ou talvez agido através do coração, mas seja o que for, deu certo.
  O que eu quero dizer é que não podemos deixar que outras pessoas tomem decisão pela gente, só porque temos medo de dizer o que sentimos. Mas também temos que entender, que as vezes as pessoas mais velhas tem mais entendimento e que devemos ouvi-las e refletir sobre o que elas falam e não tomar tudo como verdade absoluta.
  Não se esqueça que você tem uma voz. Que pode dizer muito bem o que pensa e pode pensar sobre as suas escolhas. Mas quando as consequências acontecerem, não bote a culpa ou a glória em ninguém. Porque afinal a vida é sua e as escolhas também.
Como vai a sua voz hoje?

Beatriz Hirata

Apresentação ~

Oii, eu sou o Rike. Mas a Bee me chama de Liz e diz que eu sou casada com ela. E sou mesmo. Ela é o macho.
*Falando sério*
Uhm, primeiramente não tenho muito o que falar sobre mim, mais sou um menino de 16 anos, signo peixes (inutil), que moro em SAMPA , capital, MOOCA s2'
Vai ser um prazer pra mim ajudar a bee nesse blog que tem sido um grande sucesso da web (Mentira, pouca gente lê mas eu não to nem ai :D )
Bom, por enquanto é isso! Logo vai surgir o meu primeiro texto: Rebirth ~ Aguardem
Please StandBy =]

Rike Barioni ~

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Novos autores *-*

Gente, acabei encontrando gente que eu não sabia que escrevia e gente que escrevia mais não queria mais ser copiada. Então, como eu tenho o blog aquii e mantenho ele sozinha, pensei em dividir a responsabilidade. (:
Bom, espero que goste deles. São dois amigos meus, os melhores pra falar a verdade.
Só vim aqui dar o aviso. Se alguém lê aqui o blog e quer ser autor daqui, avisa. (:
Beijos :*
Beatriz Hirata

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Eu juro que eu ia escrever um texto.

Mas desisti, preguiça e falta de ideias.
Bom, essa semana começaram as provas, mol droga. Odeio provas. :@
Eu juro que eu tentei ler e entender geografia, mas quanto mais leio, menos entendo. Prefiro a minha amiga matemática e a biologia. ♥
Mas anyway, só vim aqui falar que o blog vai ficar meio desatualizado. Mas que sempre que der eu coloco um OI aqui.
Beijão Galera. :*
Ps: TO gripada e com dor de garganta. ;-;

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Do you feel lost or incomplete?

  Porque as vezes, você simplesmente se encontra sozinho, num buraco escuro. Você acha que ninguém sabe que você está lá, porque pensa que ninguém observa você. Se sente tão desinteressante e cinza que acha que não tem como alguém ter paciência para entender os seus pequenos gritos de socorro ou os seus momentos sensíveis, nos quais você precisa de alguém que fique do seu lado.
  E por achar que você não é interessante e importante, você acaba se afastando, se fechando e trata mal quem tenta se aproximar. Você quer ficar sozinho e ao mesmo tempo, quer que alguém te abrace. Você quer muito ue alguém resista a tudo on que você fizer para se afastar de tudo e todos. Esse afastamento é uma coisa bem estranha, mas age um pouco como uma proteção pra você. Você provavelmente não quer ouvir "Você não pode ter isso" e não quer saber da realidade, porque ela não é do jeito que você queria.
  Mas é ai que você erra, a cura está nas pessoas. No jeito que cada uma delas te diverte e como elas te confortam, mesmo que inconscientemente, da falta que você sente. Vê que as vezes, o que você precisa é de um abraço e de um bom desabafo ou de uma boa saída pra se divertir. Então sempre que achar que as pessoas estão erradas e você certo, pare e pense, se todo mundo fala a mesma coisa será que eu não posso ao menos refletir sobre?
  Por mais doloroso que seja o momento e a ideia, é o que vai te fazer sentir completo. E o melhor, você não se sentirá perdido. E se sentir, são aqueles momentos que a gente chama de "recaída". Então, sempre tente melhorar, não se acomode nos problemas. Porque uma hora você pode olhar pra trás e ver que perdeu tempo de mais com coisas inúteis.
Do you feel lost or incomplete?

Beatriz Hirata

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ahh, as aulas. ¬¬"

Já começamos num bom ritmo. To sendo irônica ok? Essa semana toda eu tenho trabalhos pra entregar, tá um saco. E entraram uns meninos novos na minha sala e eu tenho certeza que o que senta com a gente, o Bil, já me acha doidona. O pior é que eu sou mesmo. Que graça tem ser normal? --'
Sou melhor do que certas fadas que dormem em casulos. HAUHAHUUHA
Umas fotinhos pra vocês se divertirem:
Desenho da Bee dormindo na aula. By: Miki
Desenho da Miki dormindo na aula. By: Miki

Desenho da Fada dormindo na aula. By: Miki















 
HAUHUAHUHAUHA, adoro. Vou indo povo. :*

Palavras são tão pouco pra me descrever.

  Eu não sou formada de palavras, nunca fui. Não sou de falar e não fazer, de dizer que não disse mesmo que tenha digo. A nossa essência não está exatamente nas palavras que a gente usa. Porque palavras são palavras e podem ser levadas pelo vento, da mesma forma que variam de uma língua pra outra. Elas mudam, elas tem vários significados, vários sentidos e as pessoas sempre mudam elas, para colocarem a própria versão na coisa.
  Por isso, eu sempre falo, são atitudes que me formam, que fazem o meu coração bater. Palavras muito raramente são atitudes, as pessoas conseguem mentir atrávés delas com facilidade, da mesma forma que dizem coisas da boca pra fora. Porque as pessoas se preocupam em te agradar com palavras lindas e esquecem das atitudes que marcam. Vai me dizer que você já esqueceu um abraço apertado que ganhou ou que lembra de todas as palavras que já te falaram? Afinal, são tantas as palavras que a gente ouve, que nós captamos apenas a essência do que elas querem falar e acabamos apagando-as.
  Quer ver como você não é feito de palavras? Abra o seu orkut/twitter/whatever e tente escrever você na parte "Sobre mim". Bom, eu pelo menos nunca consegui. Acabo sempre colocando umas palavrinhas tipo "sou feliz e besta" e na verdade, eu não sou só isso. Sou muito mais do que qualquer palavra pode dizer. Se eu pudesse colocar atitudes lá, talvez seria possível me descrever ali. Mas mesmo assim, acho difícil. Sou uma pessoa, não posso ser descrita. Sou melhor do que as garotas que leem capricho da minha sala.
  No fim de tudo, atitudes existem sem palavras e palavras sem atitudes. Mas as vezes elas podem co-existir, mas é bem raramente. Então, quando você conhecer alguém, não deixe-a de lado por coisas simples, como palavras. Porque você não sabe o que acontece a ela pra ela dize-las. Mas não deixe de observar as atitudes dela, porque elas são praticamente reflexos do que a pessoa é.
Beatriz Hirata

domingo, 1 de agosto de 2010

Aulas.

Admito que eu to ansiosa pra chegar 5:30 da manhã e eu me arrumar pra ir pra escola. Quero ver o pessoal, mas não todos eles. As vezes eu só queria ter um esconderijo lá, pra poder me esconder e as pessoas não me acharem, mas não é possível. E as vezes é preciso encarar as coisas que se quer evitar, para superá-las.
Só que a guerra nem começou e eu já me sinto perdendo. Pouco a pouco, sabe? Não achei que eu reagiria desa vez, talvez porque eu não sabia o que na verdade se passava. Acho que as vezes eu sou tolerante de mais com as coisas que não devia e vice-versa. Acho que eu fico quieta quando eu tenho que gritar e grito quando tenho que ficar quieta.
Não deveria encarar a escola como uma guerra. Na guerra, muitas pessoas se machucam e não é isso o que vai acontecer. Vou apenas pra um lugar aprender coisas que eu gosto e que eu não gosto, com uns professores meio chatinhos /Sincera. O problema real não são as aulas e sim as pessoas. Mas deixa pra lá, ppodem acabar me processando por coisas que eu gostaria de escrever aqui. :/
Acho que na verdade, eu só me cansei disso tudo e não quero que tudo volte a ser como antes. Porque graças à todas as coisas que me aconteceram, eu sou a pessoa que eu sou hoje. Não posso querer apagar momentos ruins da vida sendo que eu cresci com ele. Mas posso dizer que eu não quero que eles se repitam. Aliás, não vão se repetir.
Beatriz Hirata

PS: Confusão Mode On (:

Foto e frases soltas.

"How can you forget someone, who gaves you so much to remember?" 
Me desculpe se eu fechar os olhos, desaparecer ♪

Are you lost or incomplete?
Do you feel like a puzzle,
You can't find your missing piece?
Tell me how do you feel
Well I feel like they're talking
In a language I don't speak
And they're talking it to me


E mesmo que nada funcione
Eu estarei de pé, de queixo erguido


Mas eu não ficaria bem na sua estante


Cause everybody cries
And everybody hurts, sometimes
Sometimes everything is wrong


Sing it please, please, please
Come back and sing to me
To me, me
Come on and sing it out, now, now
Come on and sing it out, to me, me
Come back and sing it.


But everybody's changing and I don't feel the same


I hate everything about you
Why do I love you?

You are the only exception

That's what you get when you let your heart win


"Quem nunca errou por agir de mais com o coração?"

Estrela da sorte

You can be a sweet dream or a beautiful nightmare

In my place, in my place
Were lines that I couldn't change
I was lost, oh yeah

All I wanna say is that
They don't really care about us

Sou um ser humano...

... e não um brinquedo. Será que você ainda não percebeu isso?
Beatriz Hirata

PS: Sem nada mais pra postar. Se você ler isso e achar que é pra você, então vai se ferrar. (: