terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Retrô'

  OMG! O ano praticamente acabou! Agora vale fazer uma retrô aqui pro blog, pra vocês saberem o porque de o ano de 2010 ter sido tão especial. (:


  Hum... começando pelo ano novo, eu imagino. Eu passei o ano novo na casa da minha tia (que tinha acabado de ser reformada e tava toda linda e chic!) e estava com uma energiaqcontagia ótima, já que a gente tinha reunido os parentes mais próximos e até a Belinha linda estava lá com a gente. Da mesma forma que veio, o ano novo passou pra mim. Bem rápido, sabe? Mas Janeiro passou bem devagar... meus amigos estavam todos viajando e eu estava morrendo de tédio em casa. Até que... a Gabi me chamou pra ir pra praia com ela! E como foi especial eu ter ido com ela pra lá. Foi como se aquela viagem tivesse me dado toda a força e a calma que eu precisaria para poder passar esse ano. Foi uma pena eu ter pegado aquela virose idiota e ter tido que voltar antes do tempo.
  Passou a viagem, uns dias depois começaram as aulas. E ai as coisas começaram a desandar. Pra começar, eu a Gabi e a Gi acabamos ficando separadas por causa das nossas opções de curso. Resumindo: eu meio que tinha ficado sozinha na sala de aula. Eu mal conhecia o pessoal, sabe? Não demorou muitos dias, eu conheci a Miki, que foi uma pessoa muito especial pra mim durante esse ano todo, uma pessoa que cuidou de mim, que me levou pra rolês super engraçados e que, acima de tudo, sempre me animou.
  Como se não fosse suficiente estar sozinha na sala, várias outras coisas chatas começaram a acontecer. Termino de namoro, brigas com o pessoal da escola, confusões, saída do Cabelo da escola(é, o Cabelo saiu ;-;)... Mas no final, eu encontrei mais outros alguéns que me ajudariam sempre que eu precisasse, o Rike e o Ferrari. E como esses dois cuidaram de mim nesse ano todo.
  Acho que as partes mais tristes do ano todo foram no primeiro semestre. Eu brigava com o Rike toda hora e pra ajudar, eu tinha me distanciado da Karina, alguém que eu sempre gostei muito e sempre disse que ia estar perto pra tudo. E o motivo da minha briga com ela foram mais idiotas ainda: atenção. Nós duas estavamos em épocas que precisavamos uma cuidar da outra e nenhuma estava com força pra poder fazer isso. Ela foi uma das pessoas que eu senti mais falta no ano, mas também foi a que me abraçou e me perdou e que disse que me entendia. As brigas com o Rike Chato são outra história. Sabe aquela história de signos? Aquela que diz que piscianos e escorpianos ficam sempre brigando? HAHA, naquela época parecia que a gente só queria provar isso.
  Depois nas férias, eu conheci o Leo, que também foi um grande amigo que eu ajudei e gostei bastante e acabei me afastando sem ter ótimos motivos. ¬¬ E depois nas férias, as coisas ficaram mais fáceis. Eu já tinha entendido e crescido o suficiente pra ver até onde eu deveria tomar as dores por alguém, até onde eu devia me importar e até onde eu devia correr atrás das pessoas. E o melhor ainda, eu cosegui passar isso pra algumas pessoas.
  Agosto veio e na hora de ir, levou setembro, outubro e novembro correndo com ele. Quando eu notei já era o meu aniversário, poxa! Ahhh, o dia do meu aniversário. Foi tão especial. Aquele monte de gente vindo me abraçar, os presentes, chocolates, cartinhas... tinha sido tão especial. E a festa não ficou pra trás. Foi superanimada com um monte de gente e presentes legais.
  E de repente, já era a formatura do meu tio, que foi bem legal também. E num piscar de olhos chegou o Natal, que eu não sei bem o porque mais foi especial esse ano. E agora estamos aqui, a poucos dias do ano novo esperando um ano melhor.
  Então eu agradeço a todos que acompanharam esse blog, que leram as coisas que eu e os meus amiguinhos fofos escreveram. Espero que vocês tenham um feliz ano novo e desejo muita sorte pra vocês e pra todo mundo aqui do blog. A todos vocês, muito obrigada.
Beatriz Hirata

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

E como você consegue Chorar Sorrindo ?



Uma garota vê um garoto sentado na praça , olhando pro ceu, com o rosto levemente sorridente, porem com os olhos cheios de lagrimas.Curiosa, essa por sua se senta ao lado dele e pergunta:

_ Oi ! Desculpa o encomodo , mas como você consegue ?

O garoto confuso pela aparição inesperada da garota, a olha timido e responde :

_ Consigo o que ? ; foi respondido junto com um leve sorriso
_Digo ... como você consegue chorar sorrindo, nada faz sentido! ambos os sentimentos são muito distintos.

Ao ouvir a pergunta da garota curiosa, o menino levanta, arruma o cabelo com a mão, enxuga a lágrima que corria por seu rosto e começa a dizer calmamente:

_Eu aprendi que chorar e sorrir ao mesmo tempo é possível, não estou dizendo que sou diferente ou melhor do que alguém , apenas aprendi uma lição muito importante na minha vida : “ algumas pessoas que estão sofrendo muito, não podem se entregar diretamente as lagrimas e aos problemas, e sim não desistir de viver e encarar as barreiras como uma forma de aprendizado... A cada tristeza que aparece em minha vida, não posso esquecer que aprender é o mais importante, e sorrindo , agradeço por tudo o que me acontece, mesmo que seja difícil, sorrirei pois mesmo na dificuldade, retiro um aprendizado bom para minha vida .

O rosto da garota se transforma, e fica paralizado olhando aquele garoto indo embora, saindo de seu campo de visão.


Ao se recuperar , a garota se levantar, olha para o banco onde o jovem estava sentado e nota que ele esqueceu um pedacinho de papel dobrado em algumas partes. Curiosa a garota pega o pequeno pedaço de papel, abre , e encontra a seguinte mensagem

"Nunca ore por cargas mais leves, e sim , por ombros mais fortes..."

Com os olhos cheios de lagrimas, a garota fecha o papel, o coloca no bolso e sai correndo em direção ao garoto que chorava sorrindo...

em breve , mais textos
Atenciosamente
Rike B ~

{PS : eu sei eu sei, a foto não é numa praça como diz na história , mais é a unica foto que eu achei realmente boa pra colocar no post hahá . Se tiverem sugestões de foto, espero por sugestões no msn ! henrique_link@hotmail.com }

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Without you ... ?



... you always smile but in your eyes your sorrow showsyes it shows , yes it shows ...



- Enfim ! Fui promovido no blog !*0* ! Agora sou administrador
Jurei solenemente que iria ajudar sempre que possivel, a melhorar o blog, entõoom ;~
Postarei em breve um texto meu , que me inspirei nessa musica acima , espero que gostem
Qualquer duvida ou sugestão, estou aceitando , [ Henrique_link@hotmail.com ]

Por enquanto é só !
Rike B. ~

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Garotos não admitem que sentem saudade.

  Não importa quantas vezes que você espere que um garoto diga que sente sua falta, ele nunca diz. Ele faz de tudo pra que você diga que sinta a falta dele pra ele dizer o insuportável "eu também". Seja ele dizendo que você não fala mais com ele ou ele simplesmente não dizendo nada, você sempre acaba falando aquele "Ahh, eu estava com saudades", estou errada?
  Mas a realidade é que poucas, muito poucas vezes você vai ouvir um garoto dizendo que sente a sua falta, seja ele quem for. Pode ser seu amigo, seu namorado, seu primo que você não vê a tempos ou o amigo que você considera o seu irmão... não importa, eles nunca vão dizer que sentem a sua falta. E pra mim não importa se você vai me dizer "estou com saudades", "sinto sua falta" ou "quero te ver", desde que eu ache que isso representa algo pra você.
  Você não precisa ligar todos os dias ou mandar mensagem toda hora, não precisa correr pra falar  no msn ou ficar twittando por horas e horas... com outras palavras você, se usadas com boa intenção e bem sabiamente, fará pessoa muito feliz.
  Garotos, não tenham medo de dizer que sentem a nossa falta. Porque as vezes é exatamente isso o que a gente quer ouvir. (:
Beatriz Hirata
PS: Eu tava super revoltz quando eu escrevi isso. :X

domingo, 5 de dezembro de 2010

Sentimento Real e Irreal




É como querer e não poder ter...
Te amar se tornou tão simples, mas tê-la parece tão complexo
É tão difícil viver um amor irreal, mais continua tão simples dizê-la “Eu Te Amo”
Mesmo não sendo um amor real , mesmo tendo toda essa distancia entre nós

Quando digo “Real”
considero no sentido de poder tocá-la , de poder beijá-la
E quando digo “Irreal”
Considero que é uma coisa que não esta no meu dia a dia, que não é física.
Então porque mesmo tão irreal, me faz tanta falta?
Como consegue ser tão Real, ao ponto de me iludir ao falar com ela?

Me iludir ao falar com ela , me sentir realmente perto dela ...
Em questão de segundos, me aproximo e me esqueço de tudo, vira real.
Em outra fração de segundo, já me afastei, já se tornou irreal.

O que sentir?
O que pensar ?
Fica difícil, fica no paralelo
No paralelo da minha mente...
No meu “Real e Irreal”


By Rike .B ~

Inspirado em Carlos Drummond de Andrade / “Quero”
"Musica do Dia - Have you ever seen the rain ? "

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Poema do dia : "Quero"


Quero que todos os dias do ano
todos os dias da vida
de meia em meia hora
de 5 em 5 minutos
me digas: Eu te amo.

Ouvindo-te dizer: Eu te amo,
creio, no momento, que sou amado,
No momento anterior e no seguinte,
como sabê-lo?

Quero que me repitas até à exaustão
que me amas que me amas que me amas.
Do contrário evapora-se a amação
pois ao dizer: Eu te amo,
desmentes
apagas
teu amor por mim.

Exijo de ti o perene comunicado.
Não exijo senão isto,
isto sempre, isto cada vez mais.

Quero ser amado por e em tua palavra
nem sei de outra maneira a não ser esta
de reconhecer o dom amoroso.

Carlos Drummond de Andrade, in 'As Impurezas do Branco'

Espero que gostem , foi a inspiração do texto que logo postarei
Rike B ~

De volta a ativa ~

Hey! Depois de tempos sumidos, decidi aparecer ! Hahá !
Minha rotina tava corrida demais (mentira ainda tá, maas tudo bem!)
Logo menos texto fresquinho pra vocês
Beijos/Abraços
Rike B. ~

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Gente nova por aqui!

Galera, eu sei que eu não tenho atulizado muito isso daqui, mas é porque eu estava naquela CHATA época de provas e pra ajudar, o Rike e  Miki também estavam sem ideias e tempo pra postar. Admito que as minhas idéias estão dando voltas por ai e estão voltando agora.
Uma amiga especial (e bota especial nisso) pediu pra eu deixar ela escrever uma coluna semanal no blog! Espero que vocês gostem muito dela. É a amiga que eu dediquei o post abaixo ;9
Enfim, mais tarde eu volto aqui! E admito que eu estou com um  projeto de post bem legal pra vocês!
Muitos beijos pra vocês :*
Beatriz Hirata